Aderir à Rede Cidades e Vilas que Caminham

O Instituto de Cidades e Vilas com Mobilidade (ICVM) em parceria com a Red de Ciudades que Caminan de Espanha (RCC), através de protocolo assinado a 9 de setembro de 2022, pretende estimular ações que venham a fomentar a caminhabilidade e a mobilidade pedonal em Portugal.

A Red de Ciudades que Caminan, fundada em 2012, e o Instituto de Cidades e Vilas com Mobilidade, fundado em 2016, têm objetivos semelhantes no que diz respeito à fomentação da caminhabilidade e de hábitos mais saudáveis e sustentáveis na população. Desta forma, após assinatura do convénio ibérico das Cidades e Vilas que Caminham, pretende esta rede desenvolver ações conjuntas para aumentar o conhecimento geral bem como as competências instaladas nas áreas da mobilidade pedonal e caminhabilidade.

Rede Cidades e Vilas que Caminham

Aderir à Rede Cidades e Vilas que Caminham

O Instituto de Cidades e Vilas com Mobilidade (ICVM) em parceria com a Red de Ciudades que Caminan de Espanha (RCC), através de protocolo assinado a 9 de setembro de 2022, pretende estimular ações que venham a fomentar a caminhabilidade e a mobilidade pedonal em Portugal. Aqui pode consultar o regulamento, o convénio e formular a sua adesão à REDE CIDADES E VILAS QUE CAMINHAM.

Saber mais ↗

Nota de Imprensa – Congresso Cidades que Caminham

O Instituto de Cidades e Vilas com Mobilidade organiza já a partir de amanhã o Congresso da REDE CIDADES QUE CAMINHAM. Decorrerá esta quinta e sexta feira, dias 8 e 9, na Fundação Manuel António da Mota, localizada no Mercado Bom Sucesso na cidade do Porto.

Com auditório repleto, marcarão presença os Secretários de Estado da Mobilidade Urbana e da Administração Local e Ordenamento do território, Jorge Delgado e Carlos Miguel, respetivamente, autarcas de todo o país, destacando-se a presença de inúmeros presidentes de câmara e vereadores, o Alcaide de Pontevedra, Espanha, Miguel Lores e a Secretaria Geral da rede Ciudades que Caminan de Espanha, Ana Montalbán, assim como técnicos e de instituições governamentais, universitários e empresários.

E porque se pretende debater a relação direta entre a necessidade de planearmos as cidades para mitigar a emissão de gases com efeito de estufa que decorrem a partir daí e a saúde pública, haverá uma intervenção do Bastonário da ordem dos Médicos, Miguel Guimarães.

O evento tem como objetivo principal promover o debate sobre o planeamento da mobilidade urbana, centrando-se no modo de andar a pé enquanto forma mais elementar e básica de deslocação e, ainda, fulcral na conexão com todos os múltiplos modos de mobilidade.

Inserido no evento, o Instituto de Cidades e Vilas com Mobilidade (ICVM) e a Red de Ciudades que Caminam, assinarão conjuntamente, um convénio de colaboração, constituindo-se, a partir desse momento, como a Rede Ibérica das Cidades que Caminham.

E a partir desse momento, através do ICVM, os municípios portugueses poderão utilizar uma nova plataforma internacional de conhecimento e novas competências, trocando metodologias e soluções técnicas, boas praticas, participando em ações de sensibilização e formação.

Acreditamos que em rede, podemos acelerar as soluções necessárias aos grandes desafios que hoje são colocados nas cidades e no redesenho do espaço publico, para que nos próximos anos, essa grande infraestrutura urbana se possa constituir como uma alternativa à utilização do automóvel, através da aposta na caminhabilidade.

Para saber mais: https://icvm.pt/

Congresso Cidades que caminham

Congresso: Cidades que caminham
Data: 8 e 9 de setembro de 2022
Local: Fundação Manuel António da Mota, Porto
Organização: Instituto de Cidades e Vilas com Mobilidade

O Congresso 2022 do Instituto de Cidades e Vilas com Mobilidade (ICVM) dedica-se à caminhabilidade, atitude urgente da saúde pública e na mitigação das alterações climáticas, através do exercício da elaboração dos PMUS – Planos de Mobilidade Urbana Sustentável.

Inserido no evento, a Red de Ciudades que Caminan assina convénio com o ICVM para lançarem, conjuntamente, a rede em Portugal, constituindo-se, a partir desse momento, como a Rede Ibérica das Cidades que Caminham.

Serão dois dias de muito trabalho onde as boas práticas portuguesas e internacionais terão palco, onde estarão políticos e técnicos de decisão na matéria.

Este é o momento para mudarmos a nossa cultura de mobilidade!

O evento tem como objetivo promover o planeamento da mobilidade urbana, centrando-se no andar a pé enquanto forma mais elementar e básica de deslocação, e enquanto componente nevrálgica na cadeia de mobilidade.

Com efeito, seja de forma simples ou conjugada com outros modos de deslocação, todas as viagens incluem um trajeto pedonal, reforçando o seu peso estratégico na definição de um quadro de ação em matéria de intervenção no espaço público e (re)desenho urbano.

O planeamento da mobilidade urbana sustentável tem essa enorme tarefa. Libertar espaço público entre os edifícios, enquanto enorme plataforma para a mobilidade pedonal, que agora são necessários para uma nova vida urbana ao ar livre em que as pessoas deverão voltar a caminhar mais e a reutilizar a cidade consolidada, promovendo, assim, a humanização do espaço público, a economia circular e a descarbonização dos territórios, em estreita inter-relação com o cumprimento dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU.

FECHADA AS INSCRIÇÕES DE INTENÇÃO DE INTERVENÇÃO NO EVENTO

Agradecemos a todos que concorreram para serem oradores no nosso congresso e pedimos desculpa aos que já não tiveram lugar, na certeza de que contaremos com todos nesse dia.

A organização aceita comunicações a serem apresentadas no congresso solicitando o envio de intenção de intervenção com resumo da comunicação, com cerca de 350 palavras. Enviar até 15 de julho para o email geral@institutodemobilidade.org.

  • Vogal do Conselho Diretivo do Instituto de Mobilidade e Transportes, Dr. Pedro Silva;
  • Secretário de Estado da Mobilidade Urbana, Eng. Jorge Delgado;
  • Secretário de Estado da Administração Local e Ordenamento do Território, Dr. Carlos Miguel;
  • Presidente do Instituto de Mobilidade e Transportes, Dr. Eduardo Feio;
  • Presidente da Câmara Municipal de Valongo e membro efetivo do Comité das Regiões, Dr. José Ribeiro;
  • Alcaide de Pontevedra, Espanha, Dr. Miguel Lores;
  • Vereador do Urbanismo e Espaço Público da Câmara Municipal do Porto, Arq. Pedro Baganha;
  • Presidente da Câmara Municipal da Guarda, Eng. Sérgio Costa;
  • Presidente do Conselho de Administração da Inframoura, Eng. José Miguel / Gabinete de Comunicação da Inframoura, Dra. Inês Reis;
  • Presidente da Câmara Municipal de Nazaré, Dr. Walter Chicharro;
  • Presidente da Câmara Municipal de Viana do Castelo, Dr. Luís Nobre;
  • Vice-Presidente da Câmara Municipal de Penafiel, Dr. Pedro Cepeda;
  • Vice-Presidente da Câmara Municipal de Évora, Dr. Alexandre Varela / Chefe de Divisão do Ambiente e Mobilidade, Dr. Daniel Valente;
  • Vereadora da Câmara Municipal de Braga, Dra. Olga Pereira;
  • Vereador da Câmara Municipal de Vila Real, Eng. Adriano Sousa;
  • Bastonário da Ordem dos Médicos, Dr. Miguel Guimarães;
  • Diretora Técnica da Red de Ciudades que Caminan de Espanha, Dra. Ana Montalbán.
Intervenções no Congresso “Cidades que Caminham” | 8 e 9 set. 2022

Congresso Cidades que Caminham 8|9 de set. 22

O ICVM vai realizar o congresso Cidades que caminham a 8 e 9 de setembro de 2022 na Fundação Manuel António da Mota, na cidade do Porto.


O evento tem como objetivo promover o planeamento da mobilidade urbana, centrando-se no andar a pé enquanto forma mais elementar e básica de deslocação, e enquanto componente nevrálgica na cadeia de mobilidade.


O congresso tem como presenças confirmadas o Exmo. Sr. Secretário de Estado da Administração Local e Ordenamento do Território, Dr. Carlos Miguel, o Exmo. Sr. Secretário de Estado da Mobilidade Urbana, Eng. Jorge Delgado, o Alcaide de Pontevedra, Espanha, Dr. Miguel Lores, e a Secretária Geral da Red de Ciudades que Caminan de Espanha, Dra. Ana Montalbán.

FECHADAS AS INSCRIÇÕES DE INTENÇÃO DE INTERVENÇÃO NO EVENTO

Agradecemos a todos que concorreram para serem oradores no nosso congresso e pedimos desculpa aos que já não tiveram lugar, na certeza de que contaremos com todos nesse dia.
A organização aceita comunicações, por parte das Câmaras, a serem apresentadas no congresso solicitando o envio de intenção de intervenção com resumo da comunicação, com cerca de 350 palavras. Enviar até 15 de julho para o email geral@institutodemobilidade.org.

PAULA TELES PARTICIPA EM GREENFEST VALONGO 2022

Paula Teles, participará, dia 1 de julho pelas 18H30, no GreenFest Valongo 2022, o maior evento de sustentabilidade em Portugal a decorrer nos dias 1 e 2 de julho, no Fórum Cultural de Ermesinde.

Este evento contará com a sua participação como moderadora e palestrante com o tema “Carta das Patologias e Mazelas Urbanas”.

A inscrição no evento é gratuita, presencialmente ou online.

INSCREVA-SE EM https://www.greenfest.pt/greenfest-valongo/

Workshop “Planos de Mobilidade Urbana Sustentável: metodologia, implementação e boas práticas europeias”

A Rede de Cidades e Vilas de Excelência organizou no dia 22 de junho de 2017, o workshop dedicado ao tema “Planos de Mobilidade Urbana Sustentável: metodologia, implementação e boas práticas europeias”, na Fundação Manuel António da Mota – Porto.
Este encontro de trabalho surge na sequência das ilações retiradas da Conferência “European Conference on Sustainble Mobility Plans”, realizado no passado mês de março na cidade croata de Dubrovnik, que juntou cerca de 200 cidades europeias que elaboram ou intentam elaborar os seus Planos de Mobilidade Urbana Sustentável, e que resultou num extraordinário conjunto de conclusões cuja partilha se entende extremamente pertinente.
Tendo em conta o relativo atraso estrutural que se vive em Portugal nesta matéria, nomeadamente pela ausência desta tipologia de planos, uma vez que os PAMUS das CIM tiveram o objetivo praticamente exclusivo o enquadramento de candidaturas ao Portugal 2020, este workshop surge como um importante espaço de partilha de informações, em que se estabeleceu um ponto de situação no contexto nacional, bem como uma visão futura e necessária para o contexto das nossas cidades e vilas.
Assumem assim especial importância as explanações da Engª Paula Teles, especialista em transportes pela Ordem dos Engenheiros e do Engº Robert Stüssi, perito de mobilidade da União Europeia, além da oportuna visão do Sr. Secretário de Estado Adjunto e do Ambiente, José Mendes.

I Congresso Nacional “Cidades e Vilas de Excelência”

O Instituto de Cidades e Vilas com Mobilidade realizou dia 13 de novembro de 2014 pelas 10:00H, na Fundação Manuel António da Mota no Porto, o I Congresso “Cidades e Vilas de Excelência” cuja sessão de abertura foi presidida pelo Sr. Secretário de Estado do Desenvolvimento Regional, Dr. Manuel Castro Almeida.
No âmbito do I Congresso foram apresentados um conjunto diversificado de projetos estratégicos de diversas cidades e vilas portuguesas nas áreas de acessibilidade para todos, mobilidade suave, regeneração e vitalidade urbana e excelência turística.

VI Congresso Nacional da Rede Cidades e Vilas de Excelência “A Cidade Ciclável – Balanço das experiências nacionais na implementação da bicicleta pública urbana”

A sexta edição do Congresso da Rede Cidades e Vilas de Excelência reuniu, no dia 27 de junho de 2019, mais de uma centena de Câmaras Municipais e Entidades de referência nacional, numa sessão com o tema: A Cidade Ciclável.
A Fundação Manuel António da Mota, no Porto, foi palco de um evento que contou com a presença do Exmo. Sr. Secretário de Estado das Autarquias Locais, Dr. Carlos Miguel, do Exmo. Sr. Secretário de Estado Adjunto e das Comunicações, Dr. Alberto Souto Miranda, e inúmeros Presidentes de Câmara e Especialistas como conferencistas, dividido em dois painéis de tema: Planos de Mobilidade Urbana Sustentável PMUS/SUMP e Balanço da Implementação do Sistema de Bicicleta Pública.
Assim sendo, abordou os benefícios dos trabalhos desenvolvidos com os municípios membros e arrancou com novos projetos, como a apresentação oficial do livro “A Cidade das Bicicletas – Gramática para o desenho de cidades cicláveis”, da autoria de Paula Teles. Um trabalho que dá resposta ao novo paradigma da mobilidade urbana, uma Gramática simples, ágil e prática que permite identificar e sistematizar códigos de desenho para a melhor leitura dos percursos nas cidades, tornando-as cidades mais seguras, mais acessíveis e mais sustentáveis.

1 2 3 13